Dicas de ferramentas para simulação e a importância de escolher o programa correto

Escolher um simulador de circuitos pode ser uma decisão difícil para os que estão começando, mas em pouco tempo os programas mais completos são encontrados.

Esse assunto já foi largamente abordados em muitos sites e blogs, e claro no youtube. Então o objetivo aqui é apresentar o tema de forma diferente, resumida e objetiva.

Não teria muito sentido criar um conteúdo para ser só mais um no meio da multidão, sem um diferencial. No geral, é com esse pensamento inovador que produzo meus conteúdos.

Você deve conhecer pessoas que têm ou terão estas mesmas dúvidas, então indique a um conhecido ou clique para compartilhar:

Resultados de uso do simulador de circuitos

Modelo 3D

Uma bela visão em três dimensões de como ficará a placa do seu projeto. É uma sensação muito boa quando a nossa placa é gerada. Sentimo-nos profissionais de verdade.

É o momento de observar se é melhor substituir algum componente, por um menor ou maior, com mais ou menos pinos etc.

Você pode testar tipos de invólucro e ver como fica, antes de decidir comprar. Uma parte importante para evitar imprevistos na montagem.

Ainda, você pode comparar a qualidade de cada visualização de vários programas, para decidir com qual ficar, principalmente se você for pagar por ele.

A quantidade de funções de cada programa também é um fator a considerar. Um pode ser intuitivo; outro mais simples, porém com menos recursos, e assim por diante.

No geral, estes programas proporcionam uma boa visualização 3D da placa.

Criar trilhas de circuito impresso

Visão superior de componentes eletrônicos e trilhas de circuito impresso criados em programa específico. É bom saber utilizar os recursos básicos de pelo menos um programa (existem muitos). Alguns são open-source e podem ser utilizados gratuitamente.

Na imagem, as partes brancas representam as vistas superiores dos componentes, como circuito integrado, resistor (R), capacitor (C).

Você não precisa conectar as trilhas assim certinhas como está na imagem, porque existe uma função (auto-router) nos programas que organiza e otimiza as conexões, fazendo com que fiquem com a menor distância entre componentes.

Porém, o processo pode não ser perfeito, exigindo uma conferida ao final para garantir que as ligações estejam como desejadas.

Programas gratuitos para baixar e construir seus próprios layouts:

  • Kicad: apesar de gratuita, é um programa muito poderoso, que permite criar diagramas esquemáticos e layout de placas de circuito impresso com várias camadas.
  • ExpressPCB: um dos programas mais conhecidos e fácil de usar. Dá para baixar também o ExpressSCH para desenhar esquemas.

Confecção da placa

Placa criada com ajuda de simulador de circuitosOlhe com atenção as trilhas. Não existem inclinações de 90°, que é o mínimo aceitável, porque abaixo disso a junção da trilha pode romper por aquecimento.

O circuito impresso contém uma placa formada por camadas de materiais plásticos e fibrosos, como fenolite, fibra de vidro, fibra e filme de poliéster. A placa tem finas películas de substâncias metálicas (cobre, prata, ouro ou níquel), que formam as trilhas.

No processo produtivo industrial, muitas etapas são obedecidas até a placa ficar como na imagem acima. Algumas destas:

  • Criação do esquema elétrico (começa no computador);
  • Perfuração (primeiro passa da fabricação de fato);
  • Banho químico e de cobre (placa recebe uma camada de cobre);
  • Aplicação de filme fotoresistente (protege a camada de cobre);
  • Mascaramento (cobre partes da superfície que não recebem corrente);
  • Máscara de solda (proteção permanente para as trilhas de cobre);
  • Serigrafia (a placa recebe informações impressas sobre os componentes.

Da imagem acima, você imaginava tantas etapas? Existe um procedimento caseiro para você criar uma. Pesquise por “criar pci”, no Google.

Dicas de simulador de circuitos

placa de simulador de circuitosNão vou listar aqui dezenas de nomes de programa simulador de circuitos, porque como escrevi no começo, isto já foi feito em outros canais.

Eu até já cheguei a criar um pequeno guia com 52 ferramentas para design de circuitos, o qual disponibilizava para download. Talvez você tenha, porque nem eu tenho mais!

Não escrevi errado, eram 52 programas online e off-line, para você ter uma ideia da vastidão do tema. Então vamos a alguns dos melhores e mais completos:

  • Circuits.io: ótima forma de aprender a programar arduíno. Além das tradicionais opções de simular e criar PCB, conta com a interessante opção “Circuit Scribe”, a qual permite criar um tipo de “esboço da prática” (interligue peças e componentes para ver o funcionamento).
  • Tinkercad: aplicativo online para projetar e imprimir em 3D, que também está disponível para aplicação em eletrônica e circuitos gerais. Permite criar e visualizar os seus protótipos. Simule seus projetos em arduíno.
  • Fritzing: com visual similar ao do circuits.io, este é para baixar e ter no computador. O foco é o hardware. Assim como você faz em casa, pegue a protoboard e componentes eletrônicos para montar seus projetos.
  • Easy EDA: esse é para os que preferem a simplicidade. Para você que quer apenas criar rapidamente um circuito, sem precisar passar por muitas opções ou escolhas.  
  • Kicad: vale ser citado novamente para destacar que ele também permite visualizar a placa em 3D. Entre os apoiadores, estão o CERN e a The Raspberry Pi Foundation.