Percepções técnicas e interpretações diferenciadas de imagens reais da eletrônica

Uma placa de circuito pode ser apresentada e organizada de variadas formas.

Agora é o momento de pensar e interpretar, através de imagens, vários aspectos técnicos e práticos da eletrônica.

Se você quiser mostrar a seus conhecidos como pensar com imagens, compartilhe este conteúdo. Compartilhe → FacebookTwitterLinkedinGoogle Plus

Placa de circuito vale ouro?

Capacitores em placa de circuitoUma outra visão de capacitores, olhando sobre o processador. O espaçamento entre componentes influencia na dissipação de calor, determinando a vida útil deles.

A limpeza da placa deve ser feita com um pincel antiestética, aquele que não armazena cargas que poderiam ser transferidas aos componentes, provocando sua “queima”.

Existe um spray para retirar oxidação de terminais de placas e slots, servindo também para retirar sujeira. Outra recomendação é utilizar álcool isopropílico ao limpar superfícies de componentes e fios.

Na imagem, os vários pinos dourados que aparecem no terminal do slot do processador são folheados a ouro, para que não oxidem.

Algumas pessoas e empresas retiram o ouro das placas, o que deve ser feito com técnica. Na internet é possível encontrar artigos ensinando. Pesquise, por exemplo, “Como tirar (ou extrair) ouro de placa”. O mais apropriado é deixar este trabalho para empresas.

Tome o cuidado de buscar fontes confiáveis, já que isso envolve o manuseio de ferramentas, substâncias e materiais nocivos que podem sair da placa. Segurança primeiro!

Bagunça eletrônica

Placa de circuito interligada com módulo arduíno.Olha a bagunça que o excesso de fio causa, além da poluição visual. As cores dos fios parecem formar um arco-íris. Os vários relés azuis formam um módulo prático que permite ativar várias saídas através de comutação.

Sabe qual a função destas peças transparentes à direita, que parecem Lego? Elas estão presas ao piso (com parafusos) e tem a função de segurar, organizar e orientar as direções dos fios.

Será que as tomadas mostradas na parte superior estão conectadas separadamente para não gerar uma sobrecarga de corrente elétrica provocada pela conexão de vários aparelhos ao mesmo tempo?

Na parte inferior da imagem está a placa que será a interface com o computador. Os conectores cinza desta placa servem para conexão USB. Tem um conector HDMI na região inferior esquerda.

São todos módulos comuns e conhecidos que você pode encontrar na internet ao pesquisar termos como “módulos arduíno” e “módulos microcontrolador”.

Agora faça uma pequena pausa e cadastre-se para receber minhas dicas e conteúdos exclusivos por e-mail:

Cadastre-se e você será priorizado

Placa de circuito para estudo e desenvolvimento

Placa de circuito (kit) para estudar eletrônica

Uma placa de circuito utilizada para aprender a programar microcontroladores. Os Leds estão também nesta placa por serem formas simples de visualizar o envio dos bits “0 e 1”.

Para começar, basta uma placa com recursos mínimos básicos, como LEDs e display de sete segmentos. Estas placas usam tipos diferentes de microcontrolador. Também é comum uma placa de circuito didática ou de desenvolvimento possuir um display LCD.

Algumas características destas placas:

⦁ Poder alimentar o microcontrolador com mais de uma tensão.
⦁ Barra de terminais para conexão de gravadores/depuradores.
⦁ Trimpot para simulação de conversão A/D.
⦁ Conectores de expansão para todas as portas do microcontrolador.

Saber utilizar estas placas de circuito (desenvolvimento) tem um fator motivador para o estudo, porque conforme você vai aprendendo a acender leds em diferentes sequências, só aumenta a vontade de buscar outros módulos para controlar através de programação.

Organizando o gabinete

Placa de circuito em gabinete

Fios devidamente organizados sem estarem soltos. Atenção ao grande espaço interno para que o ar circule uniformemente. Grades com furos grandes para a boa transferência de ar com o meio externo.

LEDs azuis de alto brilho apresentam um bom efeito na parte superior da imagem. O que você acha que eles representam?

Ter um inventário para saber o que está dentro do gabinete é uma prática que pode ajudar a saber a quantidade de cabos necessária. Antes de instalar os itens no gabinete, recomenda-se fazer uma lista com placas, cabos e driver que você tiver.

É importante prender todos os fios para não obstruir a passagem de ar. Com designs diferentes entre gabinetes, a organização interna dos fios vai mudar, com muitas possibilidades.

Para juntar os fios, dá para utilizar arames encapados. Não dobrar nem esticar demais os fios.

Para melhorar o fluxo de ar, devemos afastar placas e drives até uma distância segura. Estas são algumas dicas além do uso básico da ventoinha, que todos da área deveriam conhecer.

Paquímetro em placa de circuito

Paquímetro medindo em placa de circuitoO paquímetro é um instrumento utilizado para fazer medidas de comprimento com boa precisão, mas veja que ele tem outros usos. Ele está sendo usado para retirar um processador da placa. Parece um alicate?

É comumente utilizado para medir pequenas peças, como porcas e parafusos. Alguns tipos:

  • Paquímetro universal: o mais utilizado, pode realizar medidas internas, externas, ressaltos e profundidade.
  • Paquímetro universal com ponteiro: é como o anterior, mas tem um display analógico para agilizar as medições.
  • Paquímetro digital: não apresenta erro de paralaxe (ângulo de visão) e é muito útil em controle estatístico de processo.

Abaixo do dedo polegar aparece a pasta térmica no centro. Ela cria uma ótima ligação entre o processador e o seu dissipador. Pastas baratas devem ser substituídas uma vez por ano, já as de prata podem ficam por anos no computador.

Radar

O radar de velocidade desta imagem parece estar um local isolado, de uma cidade de interior. Se um cavalo passar correndo em alta velocidade o radar seria acionado?

Um sistema de fiscalização de velocidade possui três faixas de sensores e um computador para calcular a velocidade e enviar os dados. Neste da imagem, a câmera está na caixa, mas poderia estar em um poste.

Sensores criam um campo magnético que é desativado quando um carro passa. A velocidade é medida entre o primeiro e o segundo sensor. Para confirmação, o cálculo é refeito entre o segundo e o terceiro sensor

Os sensores magnéticos enviam pulsos aos computadores para que os cálculos sejam realizados. Câmeras instaladas em postes apontam para os automóveis, mas não armazenam todos os dados de todos os veículos

Se o carro ultrapassar a velocidade permitida, o computador envia um comando para a câmera, que captura a imagem do veículo.

Os radares podem ser fixos e móveis. Os mais comuns nas vias urbanas são fixos, conhecidos como pardal.

Cabos e conectores

Cabos e conectores em placa de circuitoCabos grossos carregam vários fios. Os vários tipos de conectores e cores de fios representam funções diferentes. Essa padronização é obrigatória para a correta utilização e minimização de erros de conexão, o que geralmente conduz a danos ou falhas.

Existe cor para indicar transmissão de dados e outra cor para recepção de dados. Mas as cores também podem assumir papéis de organização, sem necessariamente diferenciarem a função dos cabos ou fios.

Existe uma imensa quantidade de tipos de conectores, como de áudio, rede e fibra ótica. Cada aplicação utiliza níveis muito diferentes de tensão e corrente, as quais influenciam a fabricação de fios e cabos. Assim, o material e a espessura dos fios pode mudar.

Tudo isto conduz ao desenvolvimento de conectores bem específicos para cada aplicação. Maiores correntes elétricas exigem fios mais grossos.

A praticidade também deve ser considerada na construção do conector, já que em certas aplicações este deve ficar bem fixo para suportar esbarrões e impactos.


Conclusão

Conceitos explicados de forma mais direta são uma ótima maneira de revisar, refrescando a memória para conceitos mais detalhados e difíceis que lemos em livros maiores.

Você pode perceber como o estudo através de imagens fica eficiente e inspira ideias, com aplicações que muitas vezes nunca imaginaríamos ou deixaríamos passar.

O estudo teórico aliado à prática é vital para um aprendizado mais proveitoso, rápido e motivador. Sem prática em laboratório é como se estivéssemos apenas estudando matemática aplicada à eletrônica.

Então estude e pratique, meça as grandezas, veja como é na vida real. A eletrônica será muito mais prazerosa, pode confiar.