As melhores práticas de montagem de circuitos eletrônicos para agilizar o trabalho e cometer menos erros.

As melhores práticas para montar circuito podem garantir mais agilidade, dar mais segurança e reduzir falhas.

A internet possui uma grande quantidade de esquemas de circuitos para você montar. Até centenas de revistas técnicas estão disponíveis gratuitamente.

Os tipos de circuito podem variar bastante, tanto em complexidade da montagem quanto em dificuldades em encontrar os componentes.

Os mais simples possuem elementos facilmente encontrados em sucata e no comércio, com montagem rápida que pode ser realizada por um iniciante.

Os mais complexos possuem componentes mais sofisticados e até raros, que em muitos casos só podem ser adquiridos através de importação.

Como montar circuito não é o mesmo que montar blocos de LEGO, já que envolve segurança, você precisará ficar atento a alguns pontos para saber se tem condições de realizar a montagem.

Ainda pode ser necessário utilizar equipamentos específicos para, por exemplo, realizar ajustes e trabalhar com programação.

Você gosta de pegar esquemas de revistas e esquemas recomendados por amigos? Então continue lendo…

Clique nos próximos links para compartilhar: FacebookLinkedinTwitterGoogle Plus.

Perguntas a fazer antes de montar circuito

prestar atenção nos detalhes para montar circuitoA eletrônica cada vez mais é reduzida a um circuito integrado. O conserto envolve principalmente os componentes ao redor do CI, que ficam muito próximos a este. Às vezes, quando é necessário trocar o CI, pode ser melhor comprar outro aparelho.

Estas ferramentas influenciam diretamente nas práticas seguras para inserção e remoção de componentes e demais elementos.

Você é capaz de executar a montagem?

Para dar esta resposta observe os seguintes pontos práticos e conhecimentos:

  • Sua experiência em soldagem;
  • Se sabe criar uma placa de circuito impresso;
  • Se consegue manusear adequadamente os componentes.

Para os mais experientes, com ferramentas, equipamentos e recursos adequados, dá para montar circuito mais crítico:

  • Transmissores e amplificadores potentes;
  • Circuitos digitais e de radiofrequência (RF) potentes;
  • Fontes de alimentação com correntes maiores.

Você possui as especificações dos componentes?

Para os hobbystas, estudantes e profissionais menos experientes é importante ter acesso a informações mais completas, como:

  • Lista detalhada de materiais a serem utilizados;
  • Diagrama com os valores dos componentes;
  • Desenho para a placa de circuito impresso;
  • Ver se existe algo para ajustar;
  • Para os pontos mais críticos, verificar alguns detalhes de construção.

Antes de montar circuito, você precisa conferir se todas as informações necessárias à montagem estão disponíveis.

Tem vários detalhes que podem passar despercebidos, mas que no momento da prática podem inviabilizar a montagem. Exemplos da falta de informações:

  • Detalhes sobre construção de bobinas;
  • Quais terminais de conexão dos circuitos integrados;
  • Para um transformador, quais as tensões e correntes de trabalho.

Importância do datasheet

datasheet para montar circuitoComo os diagramas não apresentam todas os dados, eles podem não ser o bastante dependendo da complexidade do seu projeto.

Em geral, é necessário utilizar o datasheet (folha de dados) do componente para acessarmos as especificações mais completas. Como exemplo destes componentes, temos: transistor, tiristor e microcontroladores.

O datasheet contém todas as informações sobre o componente e é a documentação oficial do fabricante, que você deve consultar sempre.

Assim você garante que as condições de funcionamento do componente são satisfeitas. Algumas informações incluídas em um datasheet:

  • Limites de trabalho para tensões, correntes e potências;
  • Gráficos para a resposta em frequência;
  • Exemplos de circuitos de aplicação do componente.

Os componentes eletrônicos e recursos estão disponíveis?

As ferramentas de eletrônica adequadas são fundamentais, tanto na montagem quanto no reparo. Ferramentas simples, recursos para soldagem e criação de placas de circuito impresso são o suficiente.

A depender da complexidade da montagem, alguns instrumentos serão necessários e até obrigatórios, como: gerador de sinais, gerador de funções e osciloscópio. Um multímetro é o essencial.

Muitos utilizam placas de prototipagem eletrônica e podem querer utilizar placas de interface com computador para interligar com o circuito montado.

montar circuito com arduínoPrimeiro o programa é gravado no microcontrolador ou microprocessador para então soldá-lo na placa, ou simplesmente conectá-lo na protoboard junto aos outros componentes.

Outro ponto a mencionar é a importância de verificar se todos os componentes estão disponíveis na bancada, antes mesmo de começar a montar circuito.

Imagine passar um tempão verificando tudo e terminar boa parte da montagem para só depois perceber que falta um componente… Lá foi embora o seu precioso tempo!

Conseguir acessórios e componentes eletrônicos para montar circuito

Comprar protoboard (matriz de contatos) para montar circuitoAssociada à empolgação de ver sua montagem funcionando está o trabalho de verificar como conseguir componentes, onde montar e acessórios disponíveis.

Onde adquirir

Atualmente é bem acessível e fácil comprar em sites especializados, que é a forma mais prática de adquirir pela variedade e rapidez com que encontramos os componentes. O mais vantajoso é comprar em grandes quantidades, até para aproveitar o mesmo frete.

Mas se você tiver acesso a lojas físicas, seja por morar ou trabalhar perto, é mais interessante ver e pegar tudo em mãos. Assim, dá para ver as dimensões dos elementos, que é um fator importante para a portabilidade do circuito.

Muitos gostam de ter placas de aparelhos antigos, as famosas sucatas, para reaproveitar os componentes. Porém, alguns pontos devem ser observados neste caso:

  • Resistores, capacitores e diodos são os mais aproveitados. Pode acontecer de transistores e circuitos integrados não serem encontrados em seus tipos mais comuns.
  • Dificilmente resistores e capacitores comuns danificam-se com o tempo. Capacitores eletrolíticos sim, e por isso devem ser testados, porque perdem capacitância com o tempo.

Elementos e instrumentos acessórios para testes incluem:

  • Protoboard ou matriz de contatos: para testar tudo antes soldar na placa;
  • Conectores (como bornes), fios diversos, chaves, soquetes, dissipadores, ferramentas etc;
  • Seguidor de sinais, injetor de sinais, verificador de defeitos;

Antes de montar circuito, realizar testes básicos

Realizar testes básicos antes de montar circuito
Montar na matriz de contatos e testar tudo antes de montar.

Importante destacar que medir corrente elétrica não é recomendado aos iniciantes, porque é necessário interromper o circuito.

Você utilizar um multímetro para realizar os testes fundamentais de tensão, resistência e corrente elétrica. E sempre comparar os resultados medidos com os valores exibidos no esquema do circuito.

Observações sobre preparo de montagem

preparar os componentes para montar circuitoPlaca sendo preparada para montagem. O grande e espesso metal à esquerda é um dissipador de calor, que será unido aos dois CIs para garantir uma boa dissipação.

Quando for montar os outros componentes é importante não deixar a placa muito próxima dos CIs, para não ter problema com aquecimento.

A placa da imagem já está com as marcações, as numerações dos terminais e o desenho da visão superior dos componentes.

Na parte inferior estão os dois parafusos que serão usados para conectar os CIs ao dissipador. Essa conexão também influencia na qualidade da dissipação de calor.

Pelo que está mostrado, o maior cuidado a tomar é não inverter os terminais dos capacitores eletrolíticos, mas isso não costuma ocorrer. As tensões de alimentação aparecem na placa, como 12 V, mas o que será usado como fonte não está aparecendo.

Depois de cada soldagem, verificar se o terminal está bem fixado. Para isso, mova levemente o componente enquanto observa a solda. Depois de pronto, ligar o circuito e esperar até os CIs aquecerem. Se estiverem muito quentes, pode ser alguma solda malfeita ou componente errado.